Resenha #66: O primeiro telefonema do céu

Título: O primeiro telefonema do céu
AutorMitch Albom
Editora: Editora Arqueiro
Nº de Páginas: 288

Como você se sentiria se um dia recebesse uma ligação de alguém que ama muito e que já se foi?
Numa sexta-feira comum, o telefone de Tess Rafferty toca. É sua mãe, Ruth, que morreu quatro anos antes. Em seguida, Jack Sellers e Katherine Yellin recebem ligações semelhantes, do filho e da irmã, também já falecidos.
Nas semanas seguintes, outros habitantes de Coldwater afirmam que estão em contato direto com o além, e que seus interlocutores lhes pediram para espalhar a boa-nova ao maior número possível de pessoas. A mensagem é simples: o céu existe, e é um lugar onde todos são iguais.
Em pouco tempo, correspondentes de diversos meios de comunicação aportam na cidade para transmitir os desdobramentos do fenômeno que pode ser o maior milagre da atualidade. Visitantes do país inteiro começam a surgir, as vendas de telefone disparam e as igrejas se enchem de fiéis.
Apenas uma pessoa desconfia da história: Sully Harding, ex-piloto das Forças Armadas. Após quase morrer num desastre aéreo, perder a mulher e cumprir pena por um crime que não cometeu, ele não acredita num mundo melhor, muito menos após a morte. E quando seu filho pequeno começa a esperar uma ligação da mãe morta, ele decide provar que estão todos sendo enganados.
O primeiro telefonema do céu é uma história de mistério e, ao mesmo tempo, uma reflexão sobre o poder da conexão humana. Em uma narrativa que vai tocar sua alma, Mitch Albom prova mais uma vez por que é um dos autores mais queridos da atualidade. 


Como você se sentiria se um dia recebesse uma ligação de alguém que ama muito – e que já se foi?

Imaginem vocês, em um determinado dia, uma pessoa que você amava muito e que infelizmente faleceu, te liga do céu. Neste telefonema ela te confirma que existe sim vida após a morte e que lá as diferenças desaparecem. Tudo de ruim termina e você passa a ser pleno e repleto de coisas boas após morrer. Qual seria sua reação? Como você lidaria com a referida situação?! Diria que foi milagre? Um golpe? No mínimo intrigante e curioso, não é mesmo?!

É com essa premissa que iniciamos o livro “O primeiro telefonema do céu”, do autor Mitch Albom.
Alguns habitantes da cidade de Coldwater passam a receber às sextas feiras telefonemas de parentes e pessoas próximas que já se foram. A mensagem é simples: o céu existe e é um lugar onde todos são iguais.

Após a divulgação do referido milagre, a cidade vira de ponta cabeça. Diversos meios de comunicação passam a frequentar o local para tentar entender o possível fenômeno que pode ser o maior milagre já presenciado. Moradores de diversos lugares migram para a cidade na esperança de que possam se comunicar também com seus entes queridos.

A maioria das pessoas passam a acreditar e esperar que o milagre também lhes toque, exceto Sully Harding, um homem que perdeu a mulher e pagou por um crime que não cometeu. Quando seu filho, ainda criança, passa a se agarrar a seu telefone de brinquedo a espera de um telefonema da mãe, ele decide provar que tudo aquilo não passou de uma farsa e assim fazer com que seu filho não sofra pelas falsas esperanças que lhe estão sendo dadas.

“Ele não aguentava mais. Procuraria a professora de Jules. O maldito conselho escolar inteiro, caso fosse preciso. E não faria só isso. Também lutaria contra toda aquela mentira sobre o céu. Mostraria que tudo não passava de uma enganação. Talvez até fosse preso, talvez passasse uma grande vergonha, talvez estivesse prestes a iniciar uma fase horrível em sua vida, mas ele ainda tinha sua razão. Ainda sabia a diferença entre a verdade e a mentira. Ele faria por seu filho e por todos aqueles que tinham que lidar com uma perda real o que nunca ninguém tinha feito por ele. Iria ao fundo da história”.

Essa é a premissa base da história onde teremos diversos temas e divergências abordadas, como o que é mentira e verdade, o que é fé e o que é ceticismo, a influência e o poder da mídia e a maneira como exploram e passam determinada situação/notícia, o oportunismo da igreja, dos políticos, dos empresários... enfim! Podemos vislumbrar a história por diversos ângulos e isso só é possível pela forma como o livro é narrado. Ao mesmo tempo conhecemos a história de todas as pessoas que recebiam os telefonemas do céu, a investigação de Sully e os correspondentes que as emissoras enviavam.

A mistura entre os pontos de vista deixa a história rápida e muito bem narrada e o referido livro teria ganhado cinco estrelas se não fosse o final.

Bem, eu me vi envolvida com a premissa desde o início. Eu me peguei pensando várias vezes “se eu estivesse no lugar desses personagens, qual seria minha reação?!” e me vi cada vez mais envolvida com o leitura... até que vem o autor e se acovarda no final. A impressão que me deu ao terminar de ler o livro é que o autor jogou o final ali, que ele não quis se comprometer com seu ponto de vista, com sua história. Lembro-me de ter fechado o livro e pensado “O final é esse mesmo? Sério?!”. Confesso que me senti frustrada.

Bem, vocês devem estar se perguntando: a leitura vale a pena mesmo com essa decepção com o final?

Sim. A premissa é muito interessante, assim como os temas que são abordados, então vale a pena. Os personagens, ao meu ver, foram muito bem construídos, sendo este outro ponto forte da história.

Enfim! Leia e se dê o direito de tirar suas próprias conclusões rs.

Bem pessoal, esse foi o post de hoje! Espero que tenham gostado da recomendação! Não deixem de comentar e caso já tenham lido, deixar suas considerações também! Beijos e até o próximo post!

  


42 comentários:

  1. Oi, tudo bem?

    A proposta é bastante boa, embora eu não acredite nessas coisas. Mas, ainda assim, fiquei curiosa para saber o que Sully vai fazer para comprovar sua crença. Fiquei meio apreensiva pelo final que você disse e, talvez, se as minhas expectativas também fossem condizentes com o que se espera da proposta, eu também me decepcionaria - mas fiquei curiosa, confesso, para saber sobre o final haha. Parabéns pela resenha, gostei muito :)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, bem e você? Leia sim, talvez eu não tenha gostado do final mas te agrade ^^ A premissa é muito interessante, então vale a pena! Muito obrigada pela visita e comentário ^^ Beijos!

      Excluir
  2. oie, sinceridade resume sua resenha, os pontos altos e baixos do livro foram bem explicitados, eu tenho curiosidade de lê-lo por motivos bem pessoais e pelo meu momento atual, mas na época do lançamento tive certas reservas
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que tem interesse em lê-lo! Se o fizer me conte depois o que achou ^^" Tento ser o mais sincera com vocês sobre os livros, pra começarem uma leitura sabendo o que esperar rs Muito obrigada pela visita e comentário ^^ Beijos!

      Excluir
  3. Pois é, Pollyanna, vi em várias resenhas que alguns blogueiros se decepcionaram com o final... Li este livro faz umas 2 semanas e achei ele mto intenso, devorei rapidamente, pois simplesmente não conseguia parar de ler...
    Confesso que achei o final pouco elaborado, acho que o autor podia ter desenvolvido mais... Mas acho que foi o final mais adequado...

    Mesmo tendo alguns pontos negativos, eu tb indico a leitura =]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Pamella, é o que falei mesmo... não funcionou pra mim, mas, fico feliz que tenha funcionado pra você - mesmo que tenha achado pouco desenvolvido - pois realmente é um livro bom e com uma premissa muito interessante ^^' Gostei muito de mais alguém ter lido aqui nos comentários, pra ficarem pontos de vistas um pouco diferentes rs Muito obrigada pela visita e comentário ^^ Beijos!

      Excluir
  4. Ooi,
    Que capa lindaaaa! Não conheço ano livro mas parece ser bem intenso e isso de cara já me convida. Kkkk
    Ótima resenha, parabéns mesmo!
    Beijos!

    www.estantemineira.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se ler me conte o que achou ;D Muito obrigada pela visita e comentário ^^ Beijos!

      Excluir
  5. Oie Pollyana!
    Apesar de alguns pontos negativos levantados por você, eu me interessei bastante por essa história. Ainda não tinha ouvido falar dele, mas fiquei bem curiosa.
    Achei o enredo bem diferente do que costuma-se ter na literatura e acredito que é uma leitura que vai me prender. Já fiquei ressabiada com essa crença de receber telefonemas de pessoas q já se foram e já criei algumas teorias na minha cabeça... kkkk
    já anotei a dica. Obrigada!
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o livro te intrigou - assim como aconteceu comigo - não deixa de ler não ^^" Fico feliz que tenha gostado da dica e espero que goste da leitura! Muito obrigada pela visita e comentário ^^ Beijos!

      Excluir
  6. Olá
    Nossa que pena que o final tenha sido tão decepcionante, a premissa é muito interessante, gostei demais da proposta, e até já estava pensando o que eu faria na situação do pessoal da cidadezinha.
    Vou anotar a dica de qualquer jeito, quem sabe eu goste.

    www.poyozodance.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso, não deixe de ler não ^^' Fico feliz que a premissa tenha lhe chamado a atenção e você vai gostar da história, é muito interessante... e quem sabe você não tenha uma visão diferente da minha no final?! Muito obrigada pela visita e comentário ^^ Beijos!

      Excluir
  7. Oiee,
    Eu não me interesso muito por livros desse gênero e ficaria pensando muitooo se alguem que já morreu me ligasse... ficaria com medo hahah.

    Étreintes!
    http://lendocomobiel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sei como eu reagiria também viu kkkkk Muito obrigada pela visita e comentário ^^ Beijos!

      Excluir
  8. Olá,

    adorei a capa do livro, me interessei pela sinopse e a resenha foi muito bem escrita, vou colocar na lista dos desejados! www.sagaliteraria.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou e que te deu vontade de ler ^^ Muito obrigada pela visita e comentário ^^ Beijos!

      Excluir
  9. Ei linda, tudo bom ? É uma literatura que me enche os olhos e me da vontade de correr pra ler todos. Sua opinião do livro contou bastante, e me deixou muito curiosa, a capa é simplesmente incrível. Vai para o caderninho das leituras futuras! Um beijo.

    ResponderExcluir
  10. oi
    a capa é interessante,assim como a trama.Ainda não li mas quem sabe eu ainda leia esse ano.2016 será de muitas leituras,e com certeza essa estará incluída.
    ldsonhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. A premissa do livro é realmente boa e as questões levantadas são muito interessantes. Eu me pego as vezes tentando convencer as pessoas que algumas coisas são mentiras, nem sempre tenho o comedimento de pensar até onde devo ir nessas coisas. Fiquei intrigado com a questão do final do livro- da vontade de socar os autores quando eles avacalham o final da história, covardia não escreve bons livros. Se alguém que morreu me ligasse eu ia passar uma listinha de pessoas que eu gostaria que ela levasse junto seja pra lá onde estivesse rsrsrs

    ResponderExcluir
  12. Acho a premissa do livro fascinante! Sério, como você falou na resenha, se tu tivesse no lugar deles o que faria. Eu me pergunto a mesma coisa.
    Pra mim seria complicado resenha-lo.

    Beijinhos, Helana ♥
    In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

    ResponderExcluir
  13. Polly, primeiramente sei que não tem nada a ver, mais amoooo seu nome e seu blog é uma graça, parabéns!
    Gzuisssss... queria eu receber uma ligação de alguém que já se foi - sonho!! Só por isso já entrou na minha lista de desejados!
    Essa história parece ser um sonho né menina!
    Espero não me decepcionar com esse referido final rs!
    Ah amei a foto que fez do livro!

    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  14. Eu até imaginava a premissa do livro, mas não que ele poderia ser tão interessante. Pelo menos foi o que pensei que ele deve ser ao ler Sua resenha. Não tinha vontade de ler o livro, mas confesso que fiquei curiosa com o final e saber em que ponto o autor se acovarda e decepciona... acho que saber que o final pode decepcionar é o que me deixa mais curiosa com o livro.
    Beijinhos,
    Lica

    ResponderExcluir
  15. Oi, que história emocionante hein. OMG! Receber uma ligação de alguém que já morreu e que tem outra vida lá, eu morreria aqui ahauhuahau. Amei a resenha.

    http://www.meninoliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Não o conhecia, mas gostei da premissa. é um livro instigante, pelo menos foi o que percebi em sua resenha. Eu leria sim, só pra saber como acaba.

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    A premissa é bem legal mesmo, um tanto emocionante e dramática, se forem em boa dosagem o livro não vai ficar cansativo, pq eu sempre largo os livros com conotação religiosa :/
    bjss
    http://umavidaliteraria1.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  18. Olá,
    Esse dias, vi vários blogueiros falando sobre este livro. Talvez, seja um sinal. Haha!
    Mas, acredito que gostaria do livro, a premissa me atrai. E o final, talvez goste, talvez não, afinal, gosto e gosto.
    Mas, gostei da sua resenha, quero saber mais sobre o Sully.

    Abraços,
    www.isaaczedecc.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Oiiie
    sua resenha me deioxu bem curiosa pela leitura, já tinha ouvido falar e achei o enredo bem interessante, irei ler se tiver oportunidade

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Oi Pollyanna, sua linda, tudo bem
    Eu fico muito triste quando vejo pessoas se aproveitando da fragilidade, da dor, da perda dos outros. É um absurdo o que esses setores da sociedade fazem. Realmente o livro levanta temas super interessantes, ótimos para debatermos. Pena que o final foi fraco. Mas de todo parece ser uma boa leitura. Gostei muito da sua resenha.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oie, tudo bem? Ainda não conhecia esse título mas a premissa dele é bem interessante. Não consigo imaginar esse cenário na vida real, porém muitas pessoas com certeza ficariam felizes se isso acontecesse. Sua resenha me deixou bem curiosa para ler a história. Beijos, Érika

    - www.queroseralice.com.br -

    ResponderExcluir
  22. Poxa eu colocava a maior fé nesse livro,eu sei que você elogiou muito o conteúdo da narrativa,mas um final decepcionante desanima um pouco,claro que ianda quero lê-lo para tirar as minhas conclusões,mas poxa,custava o autor seguir o mesmo ritmo do livro todo e escrever um final impactante?

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  23. a primeira vez que li sobre esse livro, fiquei com uma puta curiosidade pra saber o pq desse fenômeno estar acontecendo... até hoje não sei o motivo, pois não li xd
    mas pretendo hehhehe gosto dessa temática em livros

    ResponderExcluir
  24. Pollyana, com certeza é uma premissa bem diferente e interessante de tudo que eu já vi.
    É uma pena que o final não tenha te conquistado, mas acho que mesmo assim daria uma chance para a leitura.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
  25. Ah, não curti nada isso do autor se acovardar no final e te deixar frustrada... esse livro chamou a minha atenção desde o lançamento, mas agora, sinceramente, não sei se leria. É uma pena que termine de uma forma decepcionante, porque a premissa é extremamente interessante. Ainda que você recomende a leitura mesmo assim, desanimei demais.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  26. Oie,

    Estou mega curiosa com esse livro, acho que vou gostar dele, mesmo o final não sendo tão bom quanto o decorrer da narração! acho essa capa muito linda, eu tenho uma quedinha por capas azuis, então ele já está na minha listinha de desejados!

    Mayla

    ResponderExcluir
  27. Apesar de ser decepcionante, fiquei curiosa por esse final HAHAHA
    Essa premissa é bem bacana mesmo, e parece ter sido desenvolvida com maestria. Na primeira oportunidade, eu leio, sim.

    Beijos | PSYCHOTECA

    ResponderExcluir
  28. Oi, tudo bom?
    Esta foi minha ultima leitura, e eu realmente esperava mais dela. Foi bem como tu disse, a história toda foi muito boa e o final... A sensação de que o autor realmente tacou o fod*se no final foi enorme.
    Beijos,
    www.quinzeinvernos.com

    ResponderExcluir
  29. Li esse livro nas minhas últimas férias e também o recomendo bastante. O Mitch sabe escrever uma boa história. Teve uma parte do livro que eu simplesmente devorei (do meio do livro para o final) e eu só queria saber como tudo iria acontecer. A sensação que tive depois é que precisamos de uma coisa: fé

    ResponderExcluir
  30. Nossa! esta é a primeira resenha que leio deste livro, e confesso não imaginava o conteúdo, pode ter certeza que ja irá a minha lista de desejados. Quero saber se os telefonemas são verdadeiros ou não e como Sully vai fazer para descobrir a verdade.
    Bjin
    http://reinoliterariobr.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  31. Olá!
    Eu não consigo gostar desse livro. A história não me convence e é meio surreal até pra uma ficção. A sua resenha está maravilhosa, mas não leria esse livro.
    Beijinhos!
    http://www.eraumavezolivro.com.br/

    ResponderExcluir
  32. Olhe esse tipo de livro, não faz parte das minhas leituras, questão de gosto mesmo, gostei do post.
    palavrasdelucidez.com.br
    Lucas Castelo Viana

    ResponderExcluir
  33. Oi Polly,
    Adorei a premissa do livro e respondendo sua pergunta no início da resenha, eu ficaria mega feliz de saber que existe um mundo lindo sem as dores, dilemas, maldades, doenças e deficiências desse em que vivemos. Eu já creio que existe vida após a morte e que um dia encontrarei os meus amados e amadas que já partiram para a vida eterna.
    Este é um livro que leria pelos temas abordados, mesmo o autor não tendo dado o final que seria mais interessante, mas pense que ele não se acovardou e sim deixou que cada um dê um final de acordo com suas convicções será que não foi isso?

    Bjs
    Tânia Bueno
    www.facesdaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  34. Polly, que livro interessante. Eu já conhecia o livro pela capa e diria que só por esse título chamativo já o compraria, mas agora sabendo bastante sobre a história me encontro mais interessada ainda. Finais decepcionantes são uó. O autor poderia se posicionar sim, mas como é um assunto que causa polêmica religiosa e tudo mais, ele se manteve em cima do muro para abraçar todo um público de leitores. Imagino ser isso. Bjs!

    ResponderExcluir