Resenha #57: Perdas e Danos

Título: Perdas e Danos
Autora: Diane Chamberlain
Editora: Arqueiro

Nº de Páginas: 248

Perdas e Danos - Travis Brown é um rapaz diferente da maioria dos jovens de sua idade. Aos 23 anos, já conheceu – e perdeu – seu grande amor, já precisou lutar pela guarda da filha na justiça e agora trabalha incansavelmente para sustentá-la. Sua rotina não é fácil, mas ele consegue levar uma vida digna.De repente, tudo começa a dar errado: ele perde o emprego, sua casa pega fogo e sua mãe morre. Sem ter a quem recorrer, precisa ir morar com a filha em um acampamento para trailers. Lá, conhece Savannah, uma jovem linda e sexy que realmente parece querer ajudá-lo.É ela quem lhe fala sobre a vaga em uma obra em Raleigh, uma cidade próxima. Travis não quer se mudar, mas não tem alternativa: seus últimos dólares estão acabando e ele não vê a menor perspectiva de conseguir mais dinheiro.No entanto, ao chegar a Raleigh e conhecer Roy, seu suposto empregador, ele descobre que o trabalho na verdade é um roubo. Roy garante que será a única vez e que a quantia que Travis receberá será suficiente para tirá-lo do sufoco por um bom tempo.Agora, de frente para a maior encruzilhada de sua vida, Travis precisa decidir que caminho seguir para continuar sendo um pai exemplar. 


 Oi pessoal, tudo bom com vocês? Desculpem pelo sumiço de novo. Sei que havia dito que postaria com mais frequência agora e eram os planos, mas, tomei uma trolada básica do blogger que não postou – nem salvou – minhas duas últimas resenhas.

Desventuras à parte, vim falar com vocês hoje sobre um livro que recebi de parceria com a Editora Arqueiro. A obra da vez é Perdas e Danos, da autora Diane Chamberlain e foi o meu primeiro contato com a escrita da autora.

Bem, confesso que solicitei esse livro acreditei que haveria algum tipo de disputa judicial no livro, mas, aviso de antemão que não tem, nem sei ao certo o que me levou a pensar isso.

Impressões à parte, vamos ao que interessa! O livro nos apresenta a história de Travis, um homem que se tornou pai muito novo e que faz de tudo para criar da melhor maneira possível sua filha Bella. Em meio a uma série de desventuras, este se vê perdendo tudo o que possuía, acabando em uma van com sua filha e com quase nenhum dinheiro.

Sem saber ao certo como sair daquela situação, Travis se vê em um dilema moral e ético, nos levando a ver até que ponto um pai se sacrifica por seus filhos.

Ao mesmo tempo que vemos a vida de Travis desmoronar, conhecemos a realidade de Robin, mãe de Bella, que sequer conhece a filha e se vê em uma realidade que não imaginou para si, e de Erin, uma mulher que perdeu sua filha em um acidente e se encontra sem rumo, sem saber como lidar com a perda.

O destino destas pessoas se entrelaçam através dos acontecimentos, nos levando a acompanhar a história por estes três pontos de vista.

É impossível enxergar os demônios de alguém só olhando para o seu rosto.


Bem, como vocês puderam perceber (eu espero que sim rs), este livro é um drama e bem, vocês já devem ter percebido que adoro um bom drama. Tendo isso em mente, imaginem minha surpresa quando todos estavam elogiando muito esta obra e para mim ela foi apenas “ok”.

A história é bem construída, a narrativa flui bem mas a maioria dos personagens não me cativaram. Para ser muito sincera, o que realmente me prendeu ao livro foi a história de Erin e Michael, um casal que perde sua filha única e se veem distantes por não saberem conviver com a perda, por não saberem verbalizar seus sentimentos. A personagem evolui tanto durante o livro que me senti muito próxima dela. A forma como Bella a ajuda a se fortalecer, a superar sua perda é lindo de se ler. Confesso que terminei o livro esperando mais páginas sobre a história dos dois, que merecia um final mais elaborado.

Quanto a Travis, a impressão que tive foi que o personagem não se viu diferente depois de todos os acontecimentos. Ficou claro para mim o amor pela filha, a luta interior que levou a todos os acontecimentos mas, o livro não me transmitiu esses sentimentos sabe? Algumas vezes eu me pegava pensando que qualquer destino que fosse dado ao personagem seria indiferente para mim, que por acaso, era o que sentia por Robin durante a leitura: indiferença. Os motivos que levaram a mulher a ficar longe da filha por anos não me convenceram e por mais que a mesma tenha evoluído durante a leitura, a personagem também não me cativou.

Bem, aí vem a questão: eu recomendo este livro? Sim. Não funcionou para mim, mas, acredito que é muito válido que vocês realizem a leitura e tirem suas próprias conclusões. Até então só vi elogios ao livro, o que me fez pensar que talvez o estilo da autora não tenha combinado com o meu então, se tiverem interesse na leitura, fica a recomendação.

Foi isso pessoal, espero que vocês tenham gostado. Beijos e até a próxima resenha!



13 comentários:

  1. Oi Polly, tudo bem? As vezes é realmente o que acontece, um livro que todos amam acabam não nos envolvendo tanto. A história para mim parece ser interessante, mas se eu for ler, já irei com essa ressalva e não esperarei tanto. Pena que a autora não conseguiu te fazer sentir empatia pelo Travis, o drama dele daria uma ótima história e pena que ele não evoluiu com a situação vivenciada.

    Adorei a sua resenha!!

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    O livro parece ser bem emocionante. Uma história que faz refletir. Não leio esse gênero o tempo todo, mas gosto de vez em quando. Adorei a sua resenha. Não conhecia a historia, mas vou ler em breve.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Que pena que o livro não te agradou!
    Também não me senti interessada em conhecer essa história! Não me senti compelida a ler.
    Gostei muito da resenha ♥

    Beeeeeijos!
    http://cupcakedeletras.blogspot.com.br/2015/03/resenha-entre-nos.html

    ResponderExcluir
  4. Eu já ouvi falar muito bem deste livro, mas as vezes isso acontece, de não gostarmos de um livro que todos gostam, eu adorei a resenha, ficou tudo bem explicado !!

    ResponderExcluir
  5. Oi Pollyanna!
    Pena que você não gostou muito do livro... Pra falar a verdade eu não me interessei muito por ele, então vou deixar para lá.

    Beijos,
    Sora - Meu Jardim de Livros

    ResponderExcluir
  6. Oi Flor! Detesto quando o livro não funciona comigo, assim como aconteceu com vc, apesar disso, achei um grade enredo! Anotei a dica aqui, espero logo poder tirar minhas conclusões!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Eu imaginava que esse livro fosse profundo e triste,mas vejo que os personagens não correspondem as minhas expectativas,sem desenvolvimento,como dar profundidade a trama?? Gostaria de ler,mas não sei mais se o farei....

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
  8. Oiee ^^
    Eu também adoro um bom drama, e tenho certeza de que acabaria gostando desse livro. Já tinha visto a capa dele em alguns lugares, mas confesso que não tinha dado muita bola. Sempre achei que esse livro era bem religioso, daqueles em que os personagens falam de fé e coisas do tipo o tempo todo... Uma pena que o final tenha te decepcionado, e mais ainda que os personagens não tenham cativado. É horrível quando isso acontece.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Gosto de dramas, bem construídos, pela sinopse acredito que iria gostar desse livro, mas não seria algo que eu iria amar, mas iria apreciar. Fica anotado a dica.

    http://palavrasdelucidez.com.br

    ResponderExcluir
  10. Ola!!não conhecia o livro e fiquei interessada pela sinopse minha expectativa caiu um pouco no decorrer da resenha mas acredito que isso foi bom pra não ir com muita sede ao pote e acabar me decepcionando.
    BEIJOSSsss...

    sonhos de leitor

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Eu ouvi falar desse livro assim que lançou, mas como não é muito o tipo de livro que eu curto não busquei mais informações. Li sua resenha e adorei, ele parece ser bem o contrário do que eu imaginava.

    Bjs.
    Fernanda
    blogimaginacaoliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Drama é um gênero que eu nunca dispenso. Sabe aqueles dias que só um drama ou um romance vai te ajudar a superar? Enquanto não tenho um dia desses, vou guardar o nome dele, pois a obra parece ser muito boa e sua resenha deu todos os detalhes necessários para que eu leia.

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Olá tudo bem?
    Não conhecia o livro, mas fiquei interessada na estória, fiquei curiosa para saber como o casal supera a perda da filha. Uma pena ele não ter funcionado para você, mas são coisas que acontecem mesmo. Bjus!!
    http://lendoaestante.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir