Resenha #50: Uma Questão de confiança

Título: Uma Questão de Confiança
Autora: Louise Millar
Editora: Novo Conceito
Nº de Páginas: 384
Em um subúrbio tranquilo de Londres, algumas mães se ajudam através de amizade, favores e fofocas. No entanto, algumas delas não parecem confiáveis e outras têm segredos obscuros. Quando Callie se mudou para seu novo bairro, pensou que seria fácil adaptar-se. Contudo, os outros pais e mães têm sido estranhamente hostis com ela e com sua filha, Rae, que também descobriu como é difícil fazer novas amizades.Suzy, seu marido rico e seus três filhos parecem ser a única família disposta a fazer amigos, mas, recentemente, a amizade com Suzy anda tensa. Ainda mais com a atmosfera pesada que pairou sobre o bairro após a chegada da polícia e o relato de um possível suspeito morando no bairro.
O que Callie e sua pequena Rae podem esperar? Em quem confiar? E, sobretudo, como imaginar que certas atitudes rotineiras podem colocar em risco a vida de sua pequena filha? Verdades e mentiras parecem se esconder nestas pequenas casas.

Em uma parte pacata da cidade de Londres encontramos duas mulheres comuns, Callie e Suzy. Callie é divorciada e tem uma filha de cinco anos, Rae. Suzy é casada com Jez e tem três filhos, um da idade de Rae, Henry e os gêmeos Otto e Peter. Tudo parece muito normal. Callie e Suzy saem juntas, Callie está tentando voltar ao emprego depois de cinco anos, mas cada casa possui seus próprios demônios. Suzy está enfrentando dificuldades com o marido, e Callie tenta encontrar uma maneira de deixar sua filha, que tem complicações cardíacas na escola durante o tempo em que ela esteja no trabalho. Tudo parece piorar quando uma nova moradora aparece no bairro, Debs. Debs é casada com Allen e também carrega suas próprias dificuldades. Até que em um dia, voltando do trabalho, Callie recebe uma ligação de Suzy dizendo que Rae havia caído na rua, como ela estava no trabalho e Suzy com Henry, a responsável por Rae naquele momento era Debs, que trabalhava na mesma escola em que as crianças estudavam, e a pedido de Suzy, Debs ficou encarregada de levar Rae em casa. A partir daí o elo entre as duas amigas começam a enfraquecer, revelações impressionantes são feitas, e a dúvida: em quem podemos confiar nossos filhos?

***

Presenciei a famosa frase: “Não julgue o livro pela capa.”.

Com uma capa simples e sem muitos rodeios, confesso que da primeira vez que o vi, ele não me agradou muito. “Ah, deve ser mais um desses romances.” Pensei. Porém ao ler a sinopse e o subtítulo do livro, minha curiosidade aguçou.

E ao lê-lo, o que mais me impressionou foi como algo tão comum, como a vida de mulheres ainda jovens, podem se tornar tão interessantes. O livro consegue te prender com coisas que podem acontecer com qualquer um de nós. A cada página que lia e a cada rastro de mistério que aparecia eu não conseguia larga-lo. O que torna a leitura fácil e rápida.

Um “thriller psicológico”, a sinopse diz, e realmente é isso o que vemos. Três mulheres, cada uma enfrentando suas próprias batalhas. Callie parece ser tão certa assim? Suzy é realmente quem pensamos que é? Debs é só mais uma dessas mulheres doidas? Cada uma dessas perguntas vai te proporcionando uma fome pelo livro impressionante. E uma das coisas que eu achei interessante nesse livro também é que ele inteiro passa em praticamente uma semana. Então é como se fosse vida real, um dia acaba e outro começa da mesma facilidade que o anterior. E como cada dia passa numa rapidez, a leitura toma a mesma proporção.

Suas páginas são amareladas, o que é muito bom para quem tem astigmatismo. E a cada capítulo, elas tomam um tom meio acinzentado. Sua diagramação também não é muito rebuscada, o que torna a leitura simples.

Indico esse livro a todos que gostam de uma boa reviravolta. E aos que não gostam, posso dizer que tentem lê-lo porque vocês não vão se arrepender. Ele é tão bom, que de tanto eu falar dele aqui em casa, que minha mãe vai começar a lê-lo.

Obrigado pela atenção galera. Até a próxima resenha! :D 



Resenha escrita por Humberto Sucasas

4 comentários:

  1. oi, tudo bem?
    realmente, esse é um livro que já vi por aí, e nunca me interessei. Mas lendo sua resenha, fiquei curiosa para saber quem realmente são essas três e seus segredos.
    Vou colocar na listinha do skoob, quando possível, leio

    beijos
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá, Pollyana!
    A capa também não chamou minha atenção, mas pela resenha deu pra ter mais certeza que nem sempre os livros tem a capa que merecem haha :D
    Beijos
    Iris Figueiredo
    literalmentefalando.com.br

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela resenha Humberto! Estou ansiosa para ler Uma Questão de Confiança! Abraço!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  4. Li Uma questão de Confiança e achei um pouco fraco, eu esperava algo mais dramatico e com muito suspense, é um bom livro, mas não me conquistou. :(

    Beijos.

    www.daimaginacaoaescrita.com

    ResponderExcluir