Resenha #28: Uma curva na estrada

Título: Uma curva na estrada
Autora: Nicholas Sparks
Editora: Arqueiro
Páginas: 304
Sinopse: A vida do subxerife Miles Ryan parecia ter chegado ao fim no dia em que sua esposa morreu. Missy tinha sido seu primeiro amor, a namorada de escola que se tornara a companheira de todos os momentos, a mulher sensual que se mostrara uma mãe carinhosa. Uma noite Missy saiu para correr e não voltou. Tinha sido atropelada numa rua perto de casa. As investigações da polícia nada revelaram. Para Miles, esse fato é duplamente doloroso: além de enfrentar o sofrimento de perder a esposa, ele se culpa por não ter descoberto o motorista que a atropelou e fugiu sem prestar socorro. Dois anos depois, ele ainda anseia levar o criminoso à justiça. É quando conhece Sarah Andrews. Professora de seu filho, Jonah, ela se mudou de Baltimore para New Bern na expectativa de refazer sua vida após o divórcio. Sarah logo percebe a tristeza nos olhos do aluno e, em seguida, nos do pai dele. Sarah e Miles começam a se aproximar e, em pouco tempo, estão rindo juntos e apaixonados. Mas nenhum dos dois tem ideia de que um segredo os une e os obrigará a tomar uma decisão difícil, que pode mudar suas vidas para sempre. Nesta obra, Nicholas Sparks escreve com incrível intensidade sobre as difíceis reviravoltas da vida e sua incomparável doçura. Um livro sobre as imperfeições do ser humano, os erros que todos cometemos e a alegria que experimentamos quando nos permitimos amar.

Resenha:

Nicholas Sparks – o rei do choro – nos trás mais uma de suas histórias emocionantes.

Desta vez tio Nick nos apresenta Miles Ryan, um homem que perdeu sua esposa – a quem tanto amava – em um acidente não explicado onde não foram encontrados culpados. 

Missy havia saído para correr, como em tantas outras noites, mas nunca chegou a voltar. Fora atropelada em uma rua perto de sua casa.

Dois anos se passam e Miles continua com sua obsessão por encontrar culpados para a morte de sua amada, mas, não faz disso seu único objetivo por um único motivo: seu filho Jonah.

É através de seu filho – e de suas dificuldades na escola – que Miles acaba conhecendo Sarah Andrews – uma professora, divorciada a pouco,  que decide ajudar Jonah a acompanhar o resto da turma por ver no garoto algo especial e um olhar triste, que logo identifica também em seu pai.
 
É evidente que uma química surge entre Miles e Sarah e vemos o desenrolar de uma história de amor. 

Não pense que é só isso. Eles são ligados por um segredo que sequer imaginam, mas, que pode mudar completamente o rumo dessa história de amor.

***

Fazia tempo que não tinha vontade de ler um romance do Nicolas, logo um de meus autores favoritos. O motivo?! Estava achando que seus livros estavam sempre caminhando para a mesma direção e aquilo já estava começando a me incomodar.

Quando vi que a arqueiro ia publicar Uma curva na estrada, que salve engano, é de 2001, resolvi solicitar de parceria para ver se encontrava em uma obra antiga aquilo que me prendeu em tantas outras. O resultado?! Me encantei por esse livro! 

A narrativa de Sparks é impecável como sempre, mas, não foi isso o que me chamou a atenção. O enredo em si fez com que me emocionasse com os personagens, me fez compartilhar de seus sentimentos. Ao realizar a leitura sentia a urgência de Miles em saber quem havia matado sua esposa, a angústia de Jonah e os sentimentos confusos que Sarah carrega. Pude suspirar, sorrir, me emocionar e me surpreender com este livro de uma maneira que me deixou incrivelmente feliz.

Até a diagramação deste livro me encantou: algo simples e bonito. A capa segue o mesmo estilo das demais capas de obras do autor publicadas pela editora e as folhas amarelas deixaram a leitura ainda mais agradável.

Só posso dizer a você, que admira ou que simplesmente gosta das obras do autor, que leia este livro. É sério! Você não vai se arrepender!

Queria agradecer a editora por me dar a oportunidade de me encantar uma vez mais com um de meus autores favoritos.

Recomendo este livro sem pensar duas vezes!





 

5 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Pollyanna! Estou ansiosa para ler Uma Curva na Estrada! Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Hum...adoro Nicholas Sparks, também achei que os livros estavam caminhando para a mesma direção, mas não tem como deixar de ler. Fiquei feliz em saber que curtiu esse, quero muitooo ler.
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sem medo, esse livro é ótimo ^^" depois que ler me diga o que achou ;D

      Obrigada pelo comentário!

      Beijos =*

      Excluir
  3. Oi Pollyana!
    Sou fã do autor e uma das características que mais me marcaram nessa história foi o narrador anônimo, fiquei louca de curiosidade até descobrir quem ele era. Já o Miles foi um mocinho meio perturbado, não me apaixonei totalmente por ele, mas no geral adorei a estrutura e a narrativa do livro.
    Beijos... Elis Culceag. * Arquivo Passional *


    ResponderExcluir